Nova tecnologia tem efeitos estéticos imediatos, mas também contribui para a melhoria do metabolismo nos tecidos, com efeitos benéficos para a saúde.

Uma nova tecnologia estética para o tratamento de celulite e gordura localizada está encantando as mulheres. Uma das causas do encantamento é que resultados aparentes são notados já na primeira sessão. A nova tecnologia, que utiliza as chamadas ondas de choque, é considerada uma técnica não invasiva, aplicada com um aparelho desenvolvido no Brasil, e já está se tornando queridinha entre celebridades e sendo comparada, até mesmo, com a criolipólise e radiofrequência – que utilizam tecnologias muito mais caras e sofisticadas.
Segundo a fisioterapeuta Ysmirnova Martins Pereira, de Americana, as ondas de choque são uma tecnologia de estimulação mecânica que trabalha com ondas acústicas de alta intensidade. “As ondas provocam estímulo mecânico e esse estímulo é transferido para dentro do tecido, causando efeitos fisiológicos imediatos, além de terem efeito anti-inflamatório e ajudarem na melhora da circulação sanguínea”, diz ela.
Ysmirnova explica e que as ondas de choques têm alta similaridade com o ultrassom e ainda se destacam devido ao seu impacto de alta tensão em pulso curto, provocando um efeito fisiológico bastante significativo. “Na prática, as ondas de choque nada mais são do que a formação de microbolhas gasosas nos líquidos corporais, que oscilam de tamanho, aumentando o metabolismo no local”, acrescentou.
Estudos realizados com a terapia por ondas de choque na estética afirmam que há uma melhora da qualidade da pele, aumento da firmeza devido a formação do novo colágeno por ativação da célula fibroblástica (célula produtora do colágeno). Todos esses efeitos fisiológicos culminam com a melhora do tecido e do aspecto da pele de uma forma em geral.
CELULITE
Ysmirnova afirma que o aparelho elimina o problema em 100% o problema da celulite. “É possível eliminar totalmente a celulite do paciente com as ondas de choque. Na celulite, temos um aumento de volume no tecido gorduroso, além de edema intercelular e toxinas no interstício”, aponta ela.
Muito utilizada no combate à celulite, as ondas de choque promovem o aumento do metabolismo celular induzindo a eliminação de toxinas e ativação do sistema linfático. “Isso facilita a eliminação do edema, do líquido no interstício e melhora significativamente a aparência da pele flácida – de forma duradoura”, relata.
GORDURA LOCALIZADA
Já no tratamento da gordura localizada, as ondas de choque provocam a liberação de gordura de dentro da célula, diminuindo seu volume. “Essa liberação de gordura acarreta na redução de medidas, que é o objetivo final do tratamento de ondas de choque”, finalizou Ysmirnova.

martelinho de ouro contra celulite

 

Fonte: http://portal.tododia.uol.com.br/_conteudo/2018/03/caderno/tododia/157151-ondas-de-choque-combatem-celulite-e–gordura-localizada.php